Cerveja e Growth

Primeiro faturamento no digital: como investir

O meu primeiro faturamento no digital, considero que investi em uma das maneiras mais interessantes possíveis. E, tenho certeza que, devido a esse investimento, eu cheguei ao lugar onde estou. Claro que não vou revelar aqui, você vai ter que continuar lendo pra saber o que eu fiz pra sair de um estudante perdido de Engenharia para um profissional de sucesso na área de marketing digital.

Uma das coisas que geram mais tentação quando você começa a ganhar dinheiro é querer começar a comprar as coisas que você sempre quis durante toda sua vida. Por isso, o que muitas pessoas fazem quando aumentam a renda é realizar esses sonhos. A questão é que muitos desses sonhos não são tão baratos. E, assim, somos tentados a achar que essa renda continuará vindo o resto da vida.

É a partir desses pensamentos que surgem os financiamentos irresponsáveis, as compras em várias e várias vezes e a aquisição de coisas que nem sempre são necessárias.

Por isso, acredito muito na ideia de que o primeiro dinheiro que ganharmos deve servir para que ganhar ainda mais ou para gerar uma segurança no curto prazo.

Por isso, devemos tomar cuidado com as armadilhas do dinheiro cria.

As armadilhas do dinheiro

Quando falo de armadilhas, quero dizer que são coisas que parecem que são possíveis e alcançáveis no momento. Mas, na verdade elas podem fazer com que você chegue a um ponto que não deseje: dívidas, nome sujo e dor de cabeça no fim do mês.

As armadilhas do dinheiro

São coisas que parecem ser normais comprar, mas na verdade tem toda um jogo por trás disso. Um jogo que, para mostrar que é uma pessoa de sucesso, você precisa ter essas coisas. E, por isso, você vai tentar consegui-las de todas as maneiras.

Por isso, tome cuidado quando você ganha o seu primeiro dinheiro e se sente atraído pelas seguintes coisas.

Itens de luxo

Nós, jovens, vivemos uma era onde as maiores referências dos nichos ostentam itens de luxo como se fosse obrigação para ser uma pessoa de sucesso.

Isso inclui: roupas de marca, joias, perfumes, tênis, etc.

Cantores, atores, influenciadores e entre outros mostram que um dos pré-requisitos do sucesso é ostentar esses itens.

Por isso, quando ganhamos algum dinheiro nos sentimos obrigados a ter esses itens, provando que assim tivemos sucesso.

E assim, compramos tênis e camisas de mais de R$ 1.000,00 e utilizamos joias que nem sempre utilizaremos.

Não falo para não comprar esses itens. Entendo que algumas pessoas realmente gostam. Mas, acho desnecessário comprar quando não estamos fazendo o básico com o nosso dinheiro.

Celulares caros

Comecei a trabalhar com a internet no ano de 2019. Desde lá, soube que o melhor celular para trabalhar com isso era o iPhone, principalmente devido a qualidade do aplicativo do Instagram.

Então, fiz uma reflexão sobre o que me daria mais dinheiro no curto prazo: um computador ou o iPhone?

Como eu era gestor de tráfego, percebi que um computador seria mais útil para fazer minhas tarefas da melhor maneira.

Quando fui ganhando meu dinheiro, passei a organizar minha vida e comprar algumas coisas necessárias para trabalhar da melhor maneira.

No final de 2021, comprei o meu tão desejado computador. À vista.

Em Março de 2022, comprei o iPhone. À vista.

Sem me endividar, sem comprometer meu futuro por coisas que nem eram tão importantes assim. Eram investimentos importantes, mas não deveria me endividar para fazê-lo.

Financiamentos e empréstimos

Outro grande problema é achar que esse faturamento será recorrente.

Uma das filosofias que levo na minha vida é que não existe estabilidade. Em algum momento, posso facilmente ser demitido do meu emprego ou perder um dinheiro que é recorrente.

Por isso, comprometer o futuro com um dinheiro que ainda não ganhei, é algo que não faço a não ser que seja extremamente necessário.

Assim, acho que devemos tomar cuidado na hora de utilizar de parcelas muito longas, financiar viagens ou tomar empréstimos de longo prazo.

Uma das melhores coisas é viajar. Mas, é algo muito perigoso para quem ainda não alcançou a independência financeira.

Portanto, viagens sem planejamento são uma grande armadilha para gastar muito dinheiro.

Ninguém sabe o dia de amanhã.

Como eu lidaria hoje com o investimento

Por mais que eu ainda considere que tenha investido bem os meus primeiros faturamentos, ainda mudaria algumas coisas simples.

primeiro faturamento no digital

Por isso, vou mostrar de como eu investiria esse dinheiro com minha cabeça atualmente.

(lembrando que não é uma fórmula mágica, e sim como eu faria).

Pequenas quantias (R$ 0 – 1000)

Basicamente, essas quantias servem para pagar dívidas de curto prazo e para fazer investimentos convexos.

Investimentos convexos são aqueles que, com pouco investimento, podem gerar grandes retornos.

Duas frases mostram bem a lógica por trás disso:

Investir em conhecimento rende sempre os melhores juros.

Benjamin Franklin

E a outra:

Existem respostas que valem milhões de dólares em livros de 30 dólares

Charlie Munger

Bom, basicamente, se você não tiver dívidas, o foco devem ser em investimentos que possam render bons resultados no longo prazo:

  • Livros
  • Cursos baratos
  • Equipamentos baratos (Mouse, teclado, fone, etc)

Esses itens criam uma mentalidade de longo prazo e dão um conhecimento necessário para ser da bem no futuro.

Os primeiro investimentos devem ser a base do que você irá se tornar no futuro.

Eles darão a base de conhecimento para você lidar com o dinheiro que ganhará, tanto no curto quanto no longo prazo.

Quantias médias (R$ 1000 – 5000)

As quantias médias já devem ser focadas na reserva e especialização.

A reserva de emergência é uma das coisas mais importantes para o profissional. Ela dá segurança para viver e previne momentos de instabilidade.

Basicamente, a reserva de emergência é um valor que fica em um investimento de liquidez imediata (CDBs e Tesouro SELIC), visando estar disponível rapidamente quando momentos indesejados acontecerem.

Para alguém solteiro, são 6 meses de custos de vida guardados. O valor deve cobrir despesas básicas dentro desse período de tempo. Não precisa ser o valor com “luxos” e outras despesas desnecessárias.

Então, se você gasta R$ 2.000 por mês em despesas básicas, precisa formar uma reserva de emergência de R$ 12.000.

Depois da reserva, o foco ainda deve ser em especialização.

Por exemplo, se você é gestor de tráfego, um curso de relatórios ajuda a gerar mais valor aos clientes e ganhar mais no curto prazo. Isso aumenta a recorrência.

As maiorias dos cursos e imersões que são mais completas e que visam especializações, custam mais de R$ 1.500,00. Então, dá pra comprar alguns cursos que podem fazer com que a receita aumente no curto prazo.

Grandes quantias (+R$ 5000)

Quando grandes quantias começam a entrar, você deve ter certeza que:

  1. A reserva de emergência está montada
  2. Você conseguiu ler bons livros e obter bons cursos baratos
  3. Bons cursos de especialização foram adquiridos

Agora, você já pode partir para a reserva de oportunidade.

Essa reserva é para investir em timings. Quando boas oportunidades de investimento aparecerem, você utiliza essa reserva para aproveitar.

Ela pode ser a metade da reserva de emergência.

Além disso, também pode-se investir em instrumentos de trabalho: computador, celular, etc.

Também, você pode começar a investir na sua aposentadoria: Ações, fundos imobiliários, ETFs, etc.

Mas, é importante salientar que é apenas uma parte que irá para focar na aposentadoria. Quando há uma fonte de receita de grandes quantias que possa ser recorrente, já se pode começar a realizar os desejos que temos.

Por isso, já se pode comprar coisas que não são investimentos e satisfazem os desejos pessoais de cada um.

A aposentadoria

Na minha visão, a aposentadoria aparece quando a maioria dos seus desejos de vida estão satisfeitos e você chegou no padrão de vida que deseja.

Após esses itens serem satisfeitos, você deve buscar uma renda passiva que cubra esse padrão de vida mais uns 50%. Esses 50% vai ser um valor que será reinvestido para ir superando a inflação pouco a pouco.

No meu caso, depois de conseguir a casa própria, resolver algumas pendências familiares e cuidar da saúde, eu investiria até chegar em receber de forma passiva o valor de 150% do meu padrão de vida.

Claro que toda essa história não é algo linear e simples de se obter, mas os princípios são esses.

A ideia é entender como funciona os investimentos e aplicar conforme a realidade de cada um.

Não caia em conversas de influenciadores financeiros, que falam que você irá ficar rico com investimentos ou economizando centavos diariamente.

Como o Ícaro de Carvalho diz: o que enriquece é o trabalho.

Pouco dinheiro investido em ativos de renda variável não mudarão em nada na sua vida.

Por isso, foco no trabalho e na especialização, são esses fatores que aumentarão sua receita recorrente no curto prazo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.