Cerveja e Growth

A jornada do herói aplicada ao After Hours – Album do The Weeknd

“Existem apenas duas ou três histórias humanas, e elas vão se repetindo sem parar, teimosas, como se nunca tivessem acontecido antes.”

Se você soubesse que todas as histórias que existem seguem um padrão, um mesmo roteiro, você acreditaria?

Estudos como esses já foram realizados em duas obras.

Uma mais antiga, escrita por Joseph Campbell, chamada “O héroi de mil faces”, publicada pela primeira vez em 1949, mostrava o padrão por trás de todas mais famosas histórias da humanidade. Na sua obra, Campbell mostrou o que havia em comum entre os mitos gregos, a Bíblia e outras histórias de peso e que fizeram muito sucesso até então.

Depois, em 1992, outro autor, chamado Christopher Vogler lançou uma obra chamada “A jornada do escritor”. Nessa obra, assim como Campbell, ele mostrava um padrão por trás de todas as histórias. Mas, ele conseguiu ainda ser mais sucinto em sua análise, mostrando 3 atos e totalizando 12 fases que toda história possui.

“Mas, por que preciso saber um roteiro que se aplica em qualquer história?”

Já foi comprovado que qualquer coisa com uma história vende mais.

Não é a toa que as maiores marcas do mercado apostam nisso. O cérebro humano tende a querer algo com o qual se identifica. E a maneira mais simples de gerar empatia é através de uma história bem contada, onde o público vai se identificar com ela, criando apreço pela marca, já que ele passou por coisas parecidas em sua jornada.

Voltado para o mundo do empreendedorismo, um grande exemplo disso é o livro “Rebeldes têm asas” onde a marca de moda masculina, Reserva, conta a história da criação da grife.

Já voltado ao mundo da música temos o exemplo do rapper Eminem, que lançou o filme 8 mile, contando a história até se tornar um grande nome do Rap Americano. Mostrando principalmente a dificuldade de um branco em meio um estilo de música que era dominado pelos afro-americanos.

Outra coisa comum no mundo da música é uma história contada através de um lançamento, seja um EP, album ou turnê.

Foi o que o cantor The Weeknd fez no seu último álbum, After Hours, lançado em 2020. Ele contou uma história através dos clipes, contextualizando álbuns passados e criando um universo próprio, contido no álbum.

O sucesso do álbum foi estrondoso, ficando em segundo lugar mundial no quesito de vendas em todas as plataformas, segundo a IFPI.

E um dos pontos que podem ter feito o After Hours chegar onde chegou pode ter sido a história contada nas letras e clipes.

Aqui, vamos analisar a sequência dos clipes lançados até então e fazer um paradoxo com a jornada do escritor do Christopher Vogler, mostrando que um boa história pode fazer até um álbum musical estourar nas paradas.

Contextualização

Antes de entrar na história de fato, há a contextualização. Nesse caso, funciona como uma espécie de prólogo, onde o público é colocado no ambiente onde a história vai ocorrer e recebe todas as informações necessárias para entender a história.

Essa contextualização ocorre no clipe da faixa 5 do álbum, Snowchild.

5 – Snowchild

O clipe mostra, através de uma animação, o caminho do nosso herói, Abel (The Weeknd), em outras jornadas. Há vários frames de “versões” de Abel explicitadas em álbuns anteriores, inclusive a sua transformação de estilo entre os álbuns “Beauty behind the madness” e “Starboy”, que marcou uma grande mudança de fase na vida do cantor.

No final, a história entra em seu primeiro ato, que se passa no mundo comum, o mundo onde o herói habita sem esperar gigantes mudanças e nem imagina o que virá pela frente em sua jornada.

O começo da história é mostrado pelo Abel já do After Hours (de casaco vermelho), está em seu “habitat natural”, uma espécie de casino, onde ele está fumando.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Ato 1

O ato 1 é o início da história. Ela começa com o herói no mundo comum, que é uma espécie de habitat natural do hherói.

1. Mundo comum: 7 – Heartless

O mundo comum é um lugar onde o herói vive uma vida sem grandes aventuras. Ali, não há muitas expectativas de mudança. Trazendo para uma linguagem mais atual, seria a zona de conforto do herói.

Esse mundo comum, para Abel no mundo do After Hours, é a vida em Las Vegas, onde ele vive no mundo da bebedeira, jogatina e das drogas.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

2. Chamado a aventura: 7 – Heartless

O chamado para aventura é quando o herói é convidado, através de alguma entidade a sair do mundo comum. Essa entidade pode ser de várias naturezas: algo sobrenatural, um mensageiro, um Deus ou uma imensidade de coisas capazes de fazerem o herói questionar sobre sua vida e buscar mais em um mundo desconhecido.

Na história do album, isso é bem marcado no momento em que The Weeknd lambe o sapo, mostrando uma mudança de personalidade e um momento de clareza.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Outra coisa que também explicita bem esse chamado é a mudança na expressão dos olhos, mostrando que o herói já não é mais o mesmo.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

3. Recusa ao chamado: 9 – Blinding Lights

A recusa representa o momento que o herói não aceita ao chamado no primeiro momento, recusando-o. Assim, ele tenta manter sua vida normal no mundo comum, mas essa vida não é mais a mesma. Aqui, aparecem elementos que o fazem lembrar, aumentando sua consciência.

A recusa já aparece no clipe de Heartless, onde ele depois de lamber o sapo sai correndo pela rua, assustado com a situação. Depois de vomitar, ele tenta viver sua vida normal com carros velozes, bebidas e drogas.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Mas é possível de ver que durante o seu percurso sua vida não é mais a mesma. Há elementos que o fazem lembrar do chamado que recebeu para outro mundo. São detalhes que aparecem durante todo o clipe, mais explicitado no minuto 2:23, onde o clipe fica mais lento.

Nessa etapa, também ocorre o aumento de consciência do herói para buscar o mundo sobrenatural.

Nesse caso, a cena que explicita o aumento de consciência é a surra que Abel leva de alguns capangas no fim do clipe, deixando ele todo ensanguentado.

Depois de fugir, há um momento de clareza, onde, no meio da rua, ele mostra que a consciência aumentou até o momento que ele está pronto para o próximo passo, que ocorre no Short film do After Hours.

4. Encontro com o mentor: After Hours (Short film)

Nesse momento da história, o herói encontra com o seu mentor que mostrará a ele como prosseguir em direção ao mundo desconhecido. Esse mentor não precisa ser uma pessoa de fato, podendo ser uma entidade, animal ou qualquer coisa que sirva como um suporte para o herói.

No caso do After Hours, o mentor é algo sobrenatural, uma entidade que entra na cabeça de The Weeknd no momento em que ele está na estação de metrô.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Em um momento de fraqueza e decepção, há o encontro, onde o mentor o arrasta pelo chão levando ele a enfrentar a passagem pelo primeiro limiar.

Ato 2

O Ato dois já se passa no mundo desconhecido, onde o herói já vive “fora da sua zona de conforto”, é aqui que ele enfrenta seus inimigos e tem suas maiores batalhas.

5. Travessia do primeiro limiar: After Hours (Short film)

A travessia do primeiro limiar é a passagem do mundo conhecido para o desconhecido. O herói já não é o mesmo, já se comprometeu com a aventura e entendeu que não há mais volta para sua vida normal.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Depois de encontrar-se com o mentor, Abel tem um momento de clareza extrema, que significa a passagem para o primeiro limiar. Aqui ele já não é mais o mesmo. O final do short movie mostra uma transformação, onde ele agora habita o mundo especial.

6. Testes, aliados e inimigos: 10 – In Your Eyes

Nesse momento de uma história, o herói conhecerá seus aliados, inimigos e o que vai enfrentar no novo mundo. É aqui que batalhas acontecem e ele se acostuma com o mundo especial.

Em In Your Eyes, há o conhecimento do que o nosso (não tão) herói vai enfrentar, que é a moça que Abel tenta assassinar. O clipe todo ele persegue ela, buscando seu objetivo.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Até que ele se aproxima da caverna oculta.

7. Aproximação da caverna oculta: 10 – In Your Eyes

Nesse momento na história, o herói chega um lugar perigoso e desconhecido, ocorre muita tensão e há facilidade dele receber ataques surpresa. É onde ocorre um dos maiores níveis de tensão da história.

A transição para a “caverna oculta” ocorre ainda no clipe de In Your Eyes, mais precisamente no minuto 2:59, onde a perseguição vai para um local mais fechado, onde a batalha será travada de fato.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

8. Provação: 10 – In Your Eyes

A provação é a batalha de fato, enfrentando a possibilidade de morte e passando a ser o momento que o herói triunfa.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

No caso do After Hours, é um momento muito simples, onde a cabeça do herói é arrancada após o encontro com a moça. O roteiro passa a ser um pouco diferente nesse caso, pois o herói passa por um momento de morte, mas no caso do After Hours, é uma morte temporária.

9. Recompensa: 10 – In Your Eyes

A recompensa ocorre depois da batalha, é a comemoração pertencente ao lado vencedor. Ocorrem festas e outros tipos de celebração.

A recompensa é bem explícita, onde o outro lado, a moça, comemora, dança e extravasa com a cabeça de Abel. Não há nenhuma dificuldade para identificar esse momento.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

O que muda no roteiro de After Hours, é a questão que o outro lado que comemora. Mas entendendo o contexto e o que virá depois, mostra que essa morte pode dar a possibilidade de renascimento para o herói, podendo ser uma espécie de vitória pra ele.

Ato 3

O ato 3 é o ato final. Nele há as ultimas batalhas e eventos da história. É quando o herói volta para casa, para o mundo comum, já que sua jornada no mundo especial/desconhecido acabou.

10. Caminho de volta: 2 – Too Late

Aqui, o herói percebe que em um certo momento vai precisar voltar para o mundo comum. Paralelo a isso ocorre a preparação para o final, sua última ação no mundo desconhecido.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

No álbum, a cabeça de The Weeknd é encontrada por duas moças, que se apaixonam por ele. Essas moças o levam pra casa, se divertem com ele e pensam na possibilidade de costurar a cabeça dele no corpo de outra pessoa, se encaminhando para a ressurreição.

11. Ressurreição: 2 – Too Late

A ressurreição é o momento que o herói tem sua provação final. É a batalha final, junto com o esforço desesperado do inimigo. Aqui ele aplica tudo o que aprendeu anteriormente e há outro momento de grande climax.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

O climax no clipe de Too Late é explícito depois que as moças cortam a cabeça do homem contratado para costurar a cabeça de Abel no seu corpo. Há aqui, enfatizado o momento de ressurreição, quando ele volta a vida.

12. Retorno com o Elixir: 11 – Save Your Tears

No fim da história, o herói volta para o mundo comum, só que transformado. Ele é outra pessoa.

A cena é explicita quando The Weeknd volta para os palcos, só que totalmente diferente, parecendo que fez várias plásticas e procedimentos, representadas pelo contato constante feito com as moças da etapa anterior.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Ele se sente muito a vontade no palco e cantando, isso mostra que ele porta o “elixir”, algo que o transformou, fazendo se sentir muito bem de volta ao mundo comum.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

A cena com o troféu, por mais que possa ser uma crítica ao Grammy, também simboliza um prêmio da sua jornada, o retorno com o elixir.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

O grande finale é representado pela arma e pelo momento de dança, mais uma vez mostrando como ele está bem no mundo comum, podendo não parecer devido a um possível suicídio, mas sendo revelado após confetes sairem da arma, um ato de comemoração.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

A história é quase sempre a mesma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.